GandaM@lhos BTT

A glória não está em não cair…, mas sim em levantar-se sempre…

Mais BTT em Trás os Montes!

Deixe um comentário

Vilar do Monte, freguesia do concelho de Macedo de Cavaleiros continua em grande forma e recebeu pela 10.ª vez consecutiva um conjunto bem razoável de betetistas que ali se deslocaram para pedalar naquela bonita região.

O dia de Outono limpo e relativamente fresco, prometia uma agradável jornada do pedal.
O programa constava de uma Maratona de 67 km a contar para o Open de Maratonas da A. Ciclismo de Bragança, com + de 2000 de acumulado de subidas, que prometia dureza, que se veio a verificar, pois foram unânimes os comentários que recolhi no final quanto à dureza do percurso

1.ªs pedaladas…

Disponíveis também percursos menores, e ainda um passeio pedestre para acompanhantes.
O relevo circundante a Vilar do Monte, impõe que a prova tenha sempre uma parte inicial bem “rolante”, onde o ritmo é sempre muito vivo, antes de se iniciarem as dificuldades da subida às alturas da Serra de Bornes. Para quem pode, esta dura subida acaba por ser atenuada pela espectacular paisagem que se vai desfrutando ao longo do seu percurso, ora por atravessar autênticos túneis de vegetação, onde já nem o sol consegue penetrar, ora pela impressionante extensão de terra transmontana que se consegue avistar a partir dos seus pontos mais altos. Verdadeiramente belo!

Paisagens

Diferente do ano passado, foi o facto de não haver uma única fita a marcar o percurso… usando-se apenas placas e cal no chão. Ousado esquema, mas que ali, fruto do imenso trabalho, resulta na perfeição, com a totalidade no percurso marcado de forma irrepreensível.
Acresce ainda o facto de que terminada a maratona, não fica nem uma placa de sinalização no percurso, facto que pude constatar…

Ainda comparando com o ano passado, apenas senti falta de um “single track” espectacular que houve no início da maratona de 2011, quanto ao mais tudo 5 estrelas.

Subindo…

E senti também a falta de terminar a prova… Mais uma desistência! Desta vez por motivo de rasgo no pneu traseiro, já após ter feito toda a imensa subida ao cimo de Bornes. A tecnologia para desmontar a válvula tubeless não foi muito amigável para mim, pois não a consegui retirar para colocar uma câmara normal, pelo que acabei por cortar a meta a bordo do carro de bombeiros que fechava o percurso.

Primeira vez que tal sucede, mas também uma experiência bem radical, pois viajar de pick-up no ambiente natural do BTT, garanto que trás mesmo muita adrenalina…
Com o orgulho ferido… 😦 , e com umas mazelas feias no quadro da KTM, lá terminei mais uma jornada com 50 km de excelente BTT, junto de pessoas bem simpáticas, num ambiente muito acolhedor, que “obriga” a lá regressar uma vez mais em 2013.

Parabéns à Vimont, pois consegue organizar um excelente evento de BTT, mesmo com as limitações que uma localidade com pouco mais de 100 habitantes tem.
Quanto a mim: Melhores dias virão….!
Classificações (provisórias) da maratona…

As (poucas) fotos possíveis no

O meu registo

O percurso (incompleto…) no .

Anúncios

Autor: ZeNiGhT

Equipe BTT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s