GandaM@lhos BTT

A glória não está em não cair…, mas sim em levantar-se sempre…


Deixe um comentário

De olho… em Caçarelhos…

Todos os dias tem os seus segredos…

No passado solarengo dia de domingo, em final de Verão, o leque de escolhas para o poder passar da melhor maneira, como sempre, era bem variado.

Houveram almas, que vou invejando, que se prostraram na quietude de movimentos,  e outras, que como eu se prostraram em movimentos na busca do sossego…

Na busca de tranquilidade espiritual, e, tendo sempre como veiculo principal as 2 rodas puxadas a pedal, foi-me lançado o desafio, pelo BTT Ervedosa,  de poder ir  conhecer uma nova realidade geográfica portuguesa; o planalto mirandês.

@ Planalto mirandês

@ Planalto mirandês…

Caçarelhos, ilustre desconhecida para mim, revelou-se um verdadeiro tesouro, e mais uma grande lição de vida que se vai aprendendo nestes locais onde a simplicidade de conceitos é tão grande e profunda que me surpreende a cada instante. E ali respira-se história, é uma espécie de museu ao ar livre

Coisas da Casa....

Coisas da Casa….

Para que se possa usufruir de tal tesouro com o conforto merecido existe a Casa de Caçarelhos, um equipamento hoteleiro de grande qualidade, que tratarei de reservar para o ano, mas deixo aqui uma pequena amostra.

Vai para 7 anos que alguém se lembrou das bicicletas naquele extremo da nacionalidade, onde ainda há pouco tempo se falava mirandês. As bicicletas são apenas mais um veiculo para alcançar fundos que contribuam para a execução da festa da aldeia. E a devoção é muito importante para aquelas gentes, e por força disso conseguem fazer com que quem lá vai se sinta recompensado.

Vou recordar a enorme simpatia daquelas gentes, o bem que sabem receber, um percurso de BTT muito divertido de fazer, rápido, mas em solo por vezes demolidor, para as maquinas e para os pneus…

Petiscos de BTT no rio Angueira

Petiscos de BTT no rio Angueira

Vou recordar o “reforço” alimentar que me fez tirar as luvas, o capacete, pegar uma mini, sentar na cavaqueira, e provar com toda a calma as iguarias oferecidas, alheira assada, chouriço, febras, etc. , e tudo isto, colocado num local paradisíaco.

Almoço veio dali...

O almoço veio dali…

Apenas, e isto não é bonito de dizer, que o meu olho foi vítima de um objecto não identificado… que me inibiu um pouco a visão durante estes dias….

Mas tentarei lá regressar para ver tudo ainda melhor!
Fui!

Os habituais bonecos:

Curvas suaves.

Curvas suaves.

O percurso  óptimo para a família… no .

O meu registo

Fotos no 

BIE…


Deixe um comentário

A rota do Mineiro…

Era uma vez… num reino distante… onde durante muitos anos… a força indómita de gerações de homens de coragem extraiu das entranhas da terra o sustento seu, e o dos seus, à custa de sangue suor e lágrimas derramados na vizinhança do rio Tuela, e que me vieram encontrar na roleta desta vida…

Minas do mineiro....

Minas do mineiro….

O reino chamado Ervedosa, continua ainda hoje com a coragem herdada dos seus antepassados, intacta, e redobrada, e coloca no terreno ano após ano o meu evento de BTT favorito.

Assim sendo, suspeito que sou, digo que a cada ano que passa existe sempre algo que me marca, e me obriga a lá marcar presença.

Este ano, o clima prometia complicar, pois tudo indicava que a chuva também queria participar no evento. Apareceu apenas o frio, e em força.

Bora lá!

Bora lá!

Apareceu também um convidado especial que consegui convencer a pedalar por terras transmontanas, um confirmado icone do btt nacional,  o Couto da Ecobike, sendo que são já poucos os praticantes de btt, que ainda não se cruzaram com ele, por trilhos deste pais. Tenho a certeza que adorou a experiência, pese embora o facto de ter andado durante todo o percurso entretido em “picanços” com o pessoal dali… Também apreciou bastante o almoço… 😉

O dream tem da Edrosa ;-) + a Ecobike

O dream team da Edrosa 😉 + a Ecobike

Prova da vitalidade do BTT, verifico com alegria também a formação do “dream team” da Edrosa em BTT… O ZeNiGhT e a Marlene!, que está em crescendo de forma, e que em breve se vai tornar um caso sério na modalidade.

sai da frente... Guedes.. ;-)

sai da frente… Guedes.. 😉

Escolhi este ano o percurso da meia maratona, para ir ganhando forma para o grande desafio que se aproxima a passos largos. Percurso uma vez mais espectacular, logo com uma descida bem rapidinha no início, e depois quase só “descidas” até lá CIMA… terminando-se em beleza com uma contagem de 3.ª categoria, tipo “tour de france”….

Contando também para o Open regional de maratonas da ACB, a Ervedosa recebeu um leque alargado de bons atletas que disputam aquele troféu com grande empenho. O super Leonardo Lico, venceu uma vez mais a meia maratona, e já bebia uns finos na zona da meta quando eu terminei com quase 3 horas de empeno.

Na maratona, não consegui ver quem ganhou…. passou muito rápido por mim a 3 ou 4 km do final…. vi o meu amigo Ovidio Linhas, do BTT Ervedosa a subir a “motor” a última rampa, e sei que terminou em 3.º. Grandes atletas!

venha 2014!!!

venha 2014!!!

A simpatia daquela gente, o carinho com que nos recebem, o almoço que preparam, javali, galo, e vitela, merece ser registado, e merece mais ainda, uma visita, para poderem atestar por si a riqueza ali existente.

Uma vez mais o agradecimento sincero, ao BTT Ervedosa, e ao homem de Ferro 😉 que conseguem colocar aquele evento no terreno com uma classe fora do comum. Obrigado!

Os meus registos:

Ficam os meus registos:

O meu registo .

O percurso  no .

Altimetria:

só subidas...

só subidas…


Deixe um comentário

Regresso tranquilo… às bicicletas na montanha…

Com a tranquilidade que impõe a majestática paisagem transmontana, regresso a uma tentativa de actividade ciclista mais consistente, para tentar estar ligeiramente melhor preparado para os eventos que se aproximam.

Vinhais no horizonte…

No sábado, um percurso traçado pelo vizinhos betetistas de Ousilhão, para o seu 2.º evento que realizaram em Maio passado, onde anormalmente naquela zona a pedra ganhou preponderância. Ainda assim, bem divertido de fazer, mesmo com inúmeros arranhões nos braços e pernas.

Sobe e desce…

No Domingo, tive a honra de ter sido convidado, pelo BTT Ervedosa, na pessoa do José Ferro, a participar num “domingueiro” que nos levaria a um almoço convívio organizado pela junta de freguesia de Ervedosa, no âmbito da Feira de Produtos local. Da ementa constava o belo do javali no pote, e esse era um dos motivos para não deixar de comparecer. 😉

Pretendia-se fazer, pelo menos,  o percurso da 1/2 maratona do BTT Rota do Mineiro, que teve lugar no passado dia 20 de Maio passado.

Aberto o passeio, com a habitual foto da praxe, e debaixo de um sol que a cada hora que passava se tornava mais impiedoso, lá tive o privilégio de uma vez mais descobrir um conjunto de trilhos muito bem escolhidos, e de poder privar e pedalar com um conjunto de atletas de grande gabarito.

Os “domingueiros”…

E após perto de 40 km de “diversão inclinada”, lá demos por terminadas as hostilidades com uns finos bem fresquinhos, que souberam pela vida, no meio da animação que a Ervedosa trazia naquele dia, ainda a tempo de um merecido duche e de um belo javali no pote!

na parte dos aperitivos…

Mais uma vez, não posso deixar de referir aqui a admiração que nutro por aquelas gentes que se recusam a entrar no marasmo, e que continuam a lutar contra as adversidades,  com cada vez maior vigor.

Conseguem, atrair um conjunto de individualidades, juntando povo e decisores, à mesa, para confraternizar, e ao mesmo tempo, tentam encontrar pontes que possam unir o desejo do bem-estar, com as capacidades  que as autoridades têm de o poder concretizar! Bonito como a paisagem que os rodeia!

As suaves rampas … ao longe…

As fotos possíveis do fim de semana no

Fui!