GandaM@lhos BTT

A glória não está em não cair…, mas sim em levantar-se sempre…


Deixe um comentário

Passeios…

Vai estranho este ano de 2013… Meteorologia não ajuda…, governo não ajuda…,  finanças não ajudam…, ajuda apenas o estado de alma após mais um passeio à serra de Nogueira.

Ficam as fotos tiradas no sábado passado, numa nesga que o sol permitiu.

O meu registo .

Fui!… procurar novo estado de alma…

Anúncios


Deixe um comentário

Feliz 2013…

Ora bem…

Então aqui ficam os desejos de que tenham um Feliz Ano Novo de 2013.

Feliz 2013!

Feliz 2013!

Mais um ano terminado, com um regresso ainda tímido às pedaladas por Trás os Montes, de forma a combater a gigantesca quantidade de calorias que por ali se ingerem nestas épocas festivas.

Ciclovia Bragança

Ciclovia Bragança

Pude conhecer, e pedalar na muito agradável ciclovia de Bragança que nos leva até ao centro daquela cidade, sempre muito bem enquadrada por uma bonita paisagem. Cidade que parece apostar cada vez mais no incentivo ao modo de vida saudável, e que conta com a Associação de Ciclismo de Bragança (ACB), como um excelente agente dinamizador de actividades relacionadas com as duas rodas, sempre com o apoio de um número crescente de grupo e colectividades locais.

Prova disso, aqui fica um calendário de todas as actividades de ciclismo propostas e apoiadas pela ACB. Calendário vasto que merece uma atenta vista para que se possam ali deslocar para umas pedaladas .

Descarregue aqui:

pdf-icon

Rio Tuela

Rio Tuela

Destaco o Open de Maratonas, prova em que participei no ano que agora terminou, e que é uma forma espectacular de juntar a prática desportiva, à descoberta do Nordeste transmontano, onde se podem encontrar paisagens e gastronomia absolutamente imperdíveis 😉 …

O paraíso... ;-)

O paraíso… 😉

Até já! (Em Vila Real…Passeio de Inverno 2013)


Deixe um comentário

BTT ”D’ Ouro” na Folgosa…

Decorreu no passado fim de semana em Folgosa do Douro, a prova que decidia os campeões de BTT  masculino  e femininos das associações de ciclismo de Bragança e de Vila Real;

O Campeonato XCM de Trás os Montes e Alto Douro.

O palco escolhido foi a localidade de Folgosa, cuja associação recreativa já organiza um Passeio BTT de há 8 anos para cá, sempre com boas referências.

Paragem para foto da KTM…

Em pleno Douro Internacional, e já com os betetistas abraçados pela espectacular paisagem que ali reside, embora incomodada às primeiras horas da manhã por uma chuva intensa que pretendia estragar o desenrolar das duas provas previstas; a do campeonato XCM e a de um passeio, cuja dureza parecia comum, embora com distâncias diferentes, dei início às hostilidades…

Cedo percebi que por ali só havia duas situações: Ora subidas, ora subidas ainda maiores…, com inclinações absolutamente aterradoras para as minhas pernas…

Verifiquei via GPS, pelo menos 0,8 km com 22% de inclinação média, até o dito ”inclinómetro” deixar de contar…

Cedo, também verifiquei que a KTM trazia um “problema sério” no pedaleiro e nos rolamentos das rodas, que a ”impediam” de funcionar com o mínimo de força e cadência necessárias para tornar a coisa divertida…

Assim, conformado, lá fui a um ritmo bem lento até ao fim de uma subida inicial de 11 km, que terminou em Armamar, onde pude repor energias, e tomar a decisão de alterar o rumo para um passeio mais pequeno…

Dali, até ao porto de honra foi tudo bem mais calmo, com duas paragens para fotos, e após dois deliciosos copos de porto 😉 , passou-se tudo muito mais rápido e emocionante até ao final, acabando o dia com 30 e poucos km de BTT  “D ouro”… e com os travões completamente nas ”lonas…”

Paragem para foto do zenight… (simpatia de colega do pedal…)

Tive alguns problemas no registo GPS,  pois houve partes em que o mesmo esteve acidentalmente parado, pelo que o gráfico apresentado não reproduz com fidelidade o percurso efectuado.

De uma forma geral, gostei da organização, que proporcionou um percurso muito exigente, com marcações suficientes, abundantes reforços, com vinho do porto e tudo… 😉 , almoço muito bom, à moda da Beselga, com umas entradas espectaculares, que tiravam o apetite para o almoço em si… Os resultados também foram disponibilizados, creio que ainda no dia da prova.

Entradas para o almoço…

Gostei muito de fazer turismo por ali, onde um espectacular (e económico!) jantar muito bem regado no Pinhão a 15 km da Folgosa mereceu nota de destaque, e ainda a simpatia e conforto registados na Quinta da Azenha, local onde pernoitei a 500 m da partida… 🙂

Cabe também fazer aqui uma referência aos atletas que levam o BTT a sério, e que vão tornando esta modalidade num caso de sucesso cada vez maior.

Assim, o vencedor da maratona masculina foi o atleta sub23, Carlos Leal,  que completou aquele exigente percurso da maratona  em apenas 3 horas, (!!!)  e a vencedora feminina foi a atleta Márcia Salvador.

Troféus e camisolas para os campeões

Fica AQUI a lista dos restantes consagrados.

Fica também o relato de mais uma bela jornada de BTT.
FUI!
As  fotos possíveis no


Deixe um comentário

Regresso tranquilo… às bicicletas na montanha…

Com a tranquilidade que impõe a majestática paisagem transmontana, regresso a uma tentativa de actividade ciclista mais consistente, para tentar estar ligeiramente melhor preparado para os eventos que se aproximam.

Vinhais no horizonte…

No sábado, um percurso traçado pelo vizinhos betetistas de Ousilhão, para o seu 2.º evento que realizaram em Maio passado, onde anormalmente naquela zona a pedra ganhou preponderância. Ainda assim, bem divertido de fazer, mesmo com inúmeros arranhões nos braços e pernas.

Sobe e desce…

No Domingo, tive a honra de ter sido convidado, pelo BTT Ervedosa, na pessoa do José Ferro, a participar num “domingueiro” que nos levaria a um almoço convívio organizado pela junta de freguesia de Ervedosa, no âmbito da Feira de Produtos local. Da ementa constava o belo do javali no pote, e esse era um dos motivos para não deixar de comparecer. 😉

Pretendia-se fazer, pelo menos,  o percurso da 1/2 maratona do BTT Rota do Mineiro, que teve lugar no passado dia 20 de Maio passado.

Aberto o passeio, com a habitual foto da praxe, e debaixo de um sol que a cada hora que passava se tornava mais impiedoso, lá tive o privilégio de uma vez mais descobrir um conjunto de trilhos muito bem escolhidos, e de poder privar e pedalar com um conjunto de atletas de grande gabarito.

Os “domingueiros”…

E após perto de 40 km de “diversão inclinada”, lá demos por terminadas as hostilidades com uns finos bem fresquinhos, que souberam pela vida, no meio da animação que a Ervedosa trazia naquele dia, ainda a tempo de um merecido duche e de um belo javali no pote!

na parte dos aperitivos…

Mais uma vez, não posso deixar de referir aqui a admiração que nutro por aquelas gentes que se recusam a entrar no marasmo, e que continuam a lutar contra as adversidades,  com cada vez maior vigor.

Conseguem, atrair um conjunto de individualidades, juntando povo e decisores, à mesa, para confraternizar, e ao mesmo tempo, tentam encontrar pontes que possam unir o desejo do bem-estar, com as capacidades  que as autoridades têm de o poder concretizar! Bonito como a paisagem que os rodeia!

As suaves rampas … ao longe…

As fotos possíveis do fim de semana no

Fui!


1 Comentário

A cor do frio…

Afastado da maratona de Sepins por motivos familiares imprevistos, tive que fazer uma visita não programada a Tras-os-Montes. Como a bicicleta faz sempre parte da bagagem ainda consegui dar uma pequena escapada, já com poucas horas de luz do dia. Lá em cima o panorama era este:

A cor do frio


Local: Serra de Nogueira – Bragança – 1310 metros

Hora: Pelas 16:00 horas.

Temperatura: 0º ou menos.

Até já!