GandaM@lhos BTT

A glória não está em não cair…, mas sim em levantar-se sempre…


Deixe um comentário

Maratona de outono…

A maratona BTT dos 5 cumes, organizada pelos Amigos da Montanha de Barcelos, é por muitos considerada a melhor maratona BTT do outono realizada na zona norte, e sem dúvida que será o evento que possivelmente mais praticantes arrasta. (talvez ao mesmo nível do luso-galaico ou da maratona da Póvoa, onde nuca participei…)

Sem se ver o fim…

Desde o ano de 2009 que ali vou, e tem sido sempre em crescendo o n.º de participantes, mesmo nestes tempos de crise económica.
Desde a edição do ano passado, como eventual reconhecimento da sempre boa organização, esta maratona passou a fazer parte do calendário da Taça de Portugal de maratonas XCM.

Partida …

No passado domingo não foi excepção, e compareceram à chamada no total, cerca de 3000 praticantes entre federados e participantes na categoria de promoção.
E acaba por ser realmente um espectáculo gigantesco toda a animação que tão grande número de participantes traz a um evento desportivo. Pena que o tempo não tenha ajudado, pois na madrugada anterior desabou um temporal de chuva e vento que rapidamente saturou o solo, adicionando a lama às dificuldades do percurso desenhado pelos Amigos da Montanha.

Não deixa de ser muito interessante verificar que o n.º de praticantes de ciclismo, e de BTT em particular, não pára de aumentar.
No que diz respeito à minha participação, e apenas para memória, não há nada de especial a reportar. Inscrito na taça de Portugal de maratonas XCM, pretendia completar esta etapa a andar a cerca de 15 km/h de média, o que daria um tempo final de perto das 6 horas para completar os cerca de 80 km que tinha o percurso.

O que se pode arranjar…

Ora como se verificou logo na partida que decorreu debaixo de um “chuveiro” refrescante, imaginei que tal desiderato se tornaria muito difícil de realizar, pois logo na entrada em trilho pude observar que o piso estava bem mais agreste de que o habitual ali em Barcelos.
Assim, fui pedalando com a disponibilidade possível, por vezes debaixo de grandes cargas de agua, sempre com o piso muito difícil, por força da lama, e da água acumulada, que fazia umas piscina bem interessantes.

Ainda assim pude achar divertida a subida ao 2.º cume, que serpenteava o monte pelo meio de pinheiros, sempre com boas inclinações, e também a respectiva descida que levava até à Zona de Abastecimento 2 onde acabei por terminar a minha participação. Nesta altura a média que trazia estava abaixo dos desejados 15 km/h, os travões começavam a dar sinais de desgaste, e a vontade de continuar não era muita…

Final do 5 cumes 2012.

Assim, a maratona BTT dos 5 cumes, para mim resumiu-se a um pequeno treino no monte com 40 km. Como regressei ao estádio de Barcelos ainda cedo, ainda tive a sorte de tomar um retemperador duche de agua quente, e de seguir após para um belo de um cabrito assado no forno, já no centro da cidade de Barcelos.

Para o pessoal que anda a sério, Rúben Almeida venceu a prova cumprindo os 85 quilómetros da corrida masculina em 3h42m46s, deixando o mais directo concorrente, José Rodrigues (Vitória SC/Bike World), a 50 segundos. Nelson Sousa (Amigos da Montanha/Bike Space/Ledechem) foi o terceiro, a 2m34s.

Entre as mulheres, Marju Kiwi completou os 75 quilómetros em 4h28m34s, batendo por larga margem as adversárias mais próximas. Mónica Magro (Saertex Portugal/Bicicletas Lavarinhas) foi a segunda classificada, a 4m51s, e Lia Seabra (Galitos/Ciclismo 1904-Slowdown) foi a terceira, a 4m52s.

CLASSIFICAÇÕES (Federados)

Para o ano, há mais….
Ficam os habituais dados.
FUI!
As (poucas) fotos possíveis no

O meu registo

O percurso (incompleto…) no .

Anúncios


Deixe um comentário

Do Alentejo… com atraso…!

Boas.

Realmente com grande atraso, alinho em duas penadas mais uma crónica de uma participação num evento de BTT.

Por alturas da Primavera, pude visitar o Alentejo aquando da minha participação no SRP160, e fiquei na altura com “ganas” de ali puder voltar, para uma visita decente a uma lindíssima região deste Portugal. As “ganas” resultaram do binómio: espectacular paisagem/espectacular gastronomia/vinho…

Mesmo com a … da troika em permanente avaliação, foi possível agendar com grande antecedência uma estadia digna, de 5 dias, em terras alentejanas.
Como a bike já faz parte da bagagem, “calhou” que por aqueles dias (19/08) se realizava na Vidigueira, um evento de referência, e muito bem referenciado no BTT nacional: O 8º RAID “Trilhos de Baco”, (imperdível, só pelo nome … 😉 )

E lá chegado, à Vidigueira, pude ver montada uma excelente organização, capaz de receber sem qualquer stress mais 500 atletas, num ambiente bem descontraído, onde imperava a boa disposição e se aguardavam 39º de temperatura.

Pude ver também nomes bem sonantes do BTT nacional, como o Vitor Gamito, o Prof. Carlos Cabrita, (campeão nacional BTT em Vet C) ou o Hugo “Espigão” Carvalho, um verdadeiro papa-maratonas. (que acabou por vencer a maratona com 2h 34m… !!!)

Presente na cobertura mediática do evento estava a BTT-TV, que uma vez mais realizou mais um meritório serviço à modalidade que todos gostamos.

Fica aqui o video:

Gostei muito de novamente “rolar” por aquelas terras onde a palavra RAID se torna bem apropriada, pois a velocidade com que ali se consegue rolar, é realmente impressionante.

Raid terminado!

Até um “manco” como eu consegue rolar a 18 km/h de média durante 72 km, debaixo de 40º de temperatura… (classificações aqui)

Percurso sempre muito divertido, boa camaradagem entre os atletas, e mais um dia bem passado.

Não aproveitei o camping disponibilizado, mas gostei da ideia para futuros eventos, também não almocei, tendo escolhido um restaurante absolutamente imperdível numa localidade vizinha de Vidigueira, onde pude recuperar todas as calorias perdidas, e acrescentar mais umas tantas… tal a delicias dos petiscos ali apresentados… 😉

Voltarei lá certamente!

Gráfico de altimetria

As (poucas) fotos possíveis no

O meu registo

O percurso no .

FUI!